Imprensa

05-Mar-2020 16:05 - Atualizado em 05/03/2020 16:39
Dia da Mulher

Em Sorocaba, presença de doulas no parto é garantida por lei

Desde 2015, as mulheres grávidas de Sorocaba podem ter o acompanhamento de uma doula no hospital antes, durante e após o trabalho de parto

2020, imprensa, Pixabay
Doulas acompanham todo o período da gestaçãoPixabay
As mulheres grávidas da cidade de Sorocaba podem contar, desde 2015, com uma lei que permite que doulas possam estar presentes nos hospitais públicos e privados antes, durante e após o trabalho de parto.

A Lei 11.128, de 17 de junho de 2015, é de autoria do ex-vereador Izídio de Brito (PT), que apoiou a causa após a realização de uma audiência pública. Antes da lei, para ter a presença de uma doula durante o parto, a mulher precisava optar por ela no lugar do acompanhante.

As doulas acompanham as mulheres em todo o período da gestação, dando orientações e auxiliando na preparação do plano de parto. Durante o parto, elas servem como apoio para a mulher, tirando eventuais dúvidas sobre termos médicos e aliviando as dores com exercícios, bolsas de água quente e óleos para massagens.

A presença da doula não substitui enfermeiros ou médicos, pois apenas esses profissionais são habilitados para realizar procedimentos clínicos, como ministrar medicamentos, monitorar batimento cardíaco, avaliar progressão do trabalho de parto, entre outros.

Os hospitais que não cumprem a lei são multados em R$ 200, a partir da segunda ocorrência, ou R$ 400, em caso de hospital privado. Quando há reincidência, a multa se multiplica, até atingir o limite de R$ 2 mil.

Além disso, a lei também garante que as mulheres não precisarão pagar nenhum custo adicional ao hospital para ter a presença da doula.

Deixe seu Recado