Imprensa

03-Nov-2016 16:21 - Atualizado em 03/11/2016 16:33
ORÇAMENTO 2017

Izídio garante R$ 1 milhão em emendas para o Hospital Municipal de Sorocaba

,
izidio
Foram aprovadas nesta quinta-feira (3), em primeira discussão, duas emendas que garantem recursos ao Hospital Público Municipal de Sorocaba, apresentadas pelo vereador Izídio de Brito (PT), ao Projeto de Lei nº 225/2016, que estima a receita e fixa a despesa do município para 2017. O orçamento do próximo ano é estimado em R$ 2,880 bilhões.

No total, Izídio aprovou cinco das seis emendas de sua autoria, destinando R$ 1.229.550,00 em recursos para a saúde pública e melhorias em bairros. O valor das emendas por vereador, dentro do Orçamento Impositivo, é de R$ 1.279.550,00.

Para a construção do novo hospital público municipal, o parlamentar destinou duas emendas, garantindo um milhão de reais à unidade. “Trata-se de uma necessidade da população há anos que precisa sair do papel”, afirma o vereador, que preside a Comissão de Saúde Pública da Câmara.

As outras três emendas de Izídio aprovadas destinam recursos para a revitalização da área entre Jardim Guaíba e Maria Antônia do Prado; a manutenção e ampliação da quadra pública do São Conrado; e a implantação de Academia ao Ar Livre no Jardim Real.

No total foram apresentadas 69 emendas do legislativo em primeira discussão. Apenas quatro delas receberam parecer contrário da Comissão de Economia, Finanças, Orçamento e Parcerias, todas arquivadas durante a sessão ordinária.

ORÇAMENTO 2017 

Com a aprovação do projeto e emendas em primeira discussão, inicia-se amanhã e segue até o dia 10 de novembro o prazo para que os vereadores apresentem novas emendas em segunda discussão. Entre as emendas aprovadas, a de nº 1, de autoria da Comissão de Comissão de Economia, Finanças, Orçamento e Parcerias, é apenas corretiva, uma vez que o projeto não tinha o artigo 6º. Com a emenda, o artigo 7º passa a ser 6º, renumerando-se os demais. 

Novas emendas começam a ser apresentadas nesta sexta-feira, incluindo aquelas dos vereadores que optaram por não apresentar emendas na primeira discussão. De 11 a 21 de novembro, a Comissão de Economia dará parecer a essas emendas. Em 29 de novembro, o projeto será votado em segunda discussão e, no dia 8 de dezembro, será votado em definitivo, como matéria de redação final.

Com informações da Secom
Deixe seu Recado