Imprensa

11-Nov-2019 11:29
LULA LIVRE

#LulaLivre: após 580 dias, ex-presidente é libertado

2019, imprensa, Foguinho/ImprensaSMetal
2019Foguinho/ImprensaSMetal
O juiz federal titular da 12ª Vara de Execuções Penais, Danilo Pereira Júnior, acatou o pedido da defesa e libertou, nesta sexta-feira 8, o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva. O petista, que ficou 580 dias presos em Curitiba pela Operação Lava Jato, aguardará a conclusão do seu processo em liberdade.

O pedido da defesa foi baseado na decisão do STF desta quinta-feira 7, que por maioria proibiu a prisão após o julgamento de segunda instância. Lula estava preso desde abril de 2018, após ser condenado a 12 anos e 8 meses pelo TRF-4 no processo do tríplex do Guarujá (SP).

O petista seguirá para o encontro com militantes no acampamento na frente da Superintendência da Policia Federal de Curitiba
 
O juiz federal titular da 12ª Vara de Execuções Penais, Danilo Pereira Júnior, acatou o pedido da defesa e libertou, nesta sexta-feira 8, o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva. O petista, que ficou 580 dias presos em Curitiba pela Operação Lava Jato, aguardará a conclusão do seu processo em liberdade. 


O pedido da defesa foi baseado na decisão do STF desta quinta-feira 7, que por maioria proibiu a prisão após o julgamento de segunda instância. Lula estava preso desde abril de 2018, após ser condenado a 12 anos e 8 meses pelo TRF-4 no processo do tríplex do Guarujá (SP).

 

? Leia também:Lava Jato cumpre objetivo e marca festa de encerramento em triplex
Sergio Moro defende que Congresso autorize prisão em 2ª instância
Sérgio Moro direcionou operações da PF na Lava Jato, diz Intercept
  

Em julho de 2017, Lula havia sido condenado pelo então juiz da Lava Jato na primeira instância, Sérgio Moro, que atualmente é o ministro da Justiça do governo de Jair Bolsonaro.

Os advogados do ex-presidente sempre negaram as acusações, sustentando que o julgamento foi político para proibir que Lula concorresse nas eleições de 2018, a qual ele estava em primeiro lugar nas pesquisas.

Carta Capital
Deixe seu Recado